O imprevisto

Tal como o tempo é imprevisível – está semana que entra é um bom exemplo disso, a chuva e o frio  estão de volta – também a vida é imprevisível. Quem, por exemplo, já tem o armário só com roupa de verão, esta semana vai sentir um ligeiro arrependimento.

A roupa é um bom exemplo de que, cada vez mais, é bom estarmos preparados para o inesperado pois, começa a ser muito comum usarmos t-shirts em Novembro e em Abril voltar ao sobretudo. Isto, remete-nos para a velha máxima de que “no meio é que está a virtude” e podendo ser aplicado a qualquer coisa na nossa vida: finanças, vida social, família, carreira, consumo…

A organização tem como principal missão potenciar o equilíbrio (a tal virtude) em todas as dimensões. Uma vida organizada q.b., é sempre uma mais valia, quando o nosso objectivo é conquistar o equilíbrio, que muitas vezes é afectado pelo imprevisto: o tempo, a conta que surge para pagar quando não se espera, os filhos pequenos que, por vezes, ficam doentes, as visitas que não estavam previstas…

Tudo isto é minimizado quando nos organizamos e, quase, que controlamos o imprevisto 😌.

Tem o sobretudo à mão? Se sim, ainda bem! É sinal que se está a tornar organizado e flexível. Se não… considere ir buscá-lo e arranjar um lugar ali ao lado das sandálias. Ou, ainda melhor, comece a apostar em roupa versátil que se adeque a todos os estados metereológicos!

Boa semana!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário